Gestão Financeira de Provedores: uma ação contínua

Na série de artigos sobre gestão de provedores que temos trazido para vocês, já identificamos a importância da gestão financeira.

A formação correta dos preços, o controle da lucratividade e adimplência da base de clientes, bem como o controle do fluxo de caixa são algumas das atribuições básicas da boa gestão financeira.

Sem elas, que devem ser apoiadas em dados confiáveis, formalizados e completos, o provedor pode não só ficar sem recursos para crescer como, ainda pior, quebrar.

Altamente dependente de investimento em equipamentos, a expansão dos provedores de internet demanda recursos financeiros, acesso a crédito barato e de longo prazo e boa reputação junto aos fornecedores.

Este conjunto de insumos só é alcançado quando a gestão das finanças é de alto nível, o que é, absolutamente, maximizado pela utilização conjunta de estratégias para o aumento da lucratividade.

Uma das mais acessíveis e transformadoras para os provedores é a Otimização Tributária. A solução unifica a gestão financeira com melhorias administrativas em todas as esferas do negócio aliadas a uma forte redução da carga tributária, na ordem de 50%, em qualquer regime de enquadramento do ISP.

O resultado é a reunião dos ingredientes perfeitos para o crescimento: mais lucro, mais credibilidade, maior valor de mercado e processos mais eficientes.

Não por acaso, esta tática tem sido utilizada por centenas de provedores em todo o país, pavimentando seu caminho do crescimento, seja por expansão orgânica, compra de concorrentes menos estruturados ou união de forças em fusões sinérgicas.

Agora, você sabe por quê a Gestão Financeira, auxiliada pela Otimização Tributária, devem ser ações contínuas?

Isto se dá justamente pela dinâmica do negócio. Ainda que você deva “produtizar” seus serviços para uma venda mais fluida e uma receita mais previsível, seu provedor deve desenvolver o modelo de negócio muito mais como o de um serviço de assinatura do que qualquer outro.

Muitas vezes, já presenciamos cenários nos quais o empresário está empolgado com o volume e a velocidade da captação de clientes sem monitorar continuamente a qualidade da base. Clientes entrando e saindo rapidamente, em menos de 6 meses, ou com baixa/nenhuma lucratividade prejudicam a saúde financeira do provedor, dando uma falsa impressão de crescimento e, não raro, levando a investimentos equivocados.

A gestão financeira e a otimização tributária aplicadas de modo contínuo mantêm a lucratividade no máximo em qualquer cenário, sob quaisquer mudanças. Acompanhando de perto a vida do provedor, elas otimizam a saúde do negócio no crescimento de carteira com lucratividade, compra de concorrentes, expansão para estados com tributação diferente, troca de regime tributário e outros momentos naturais da jornada de crescimento, mas que podem ser muito desafiadores sem acompanhamento e antecipação.

Quer contar com um parceiro que impulsiona e monitora lado a lado o crescimento do seu provedor? Clique aqui e chame um de nossos especialistas no Whatsapp.

 

Fonte: Assessoria Prosper Capital

Imagem: Image by katemangostar on Freepik

Compartilhe este post
plugins premium WordPress